A prescrição de Suplementação oral para pacientes críticos: uma estratégia para redução das taxas de readmissão hospitalar

 

Conforme a Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral - SBNPE, as readmissões hospitalares constituem um problema frequente nas unidades de internação. A SBNPE enfatiza que enquanto as taxas de mortalidade nas UTIs apresentaram queda significativa nos últimos anos, as taxas de readmissão permanecem relativamente constantes. Assim, mostrando a importância da terapia nutricional precoce, a qual colabora para reduzir a desnutrição, as complicações , mortalidade e readmissão. Existem alguns estudos que mostraram a prescrição de suplemento oral associado à dieta oral convencional, diminuindo significativamente o número de readmissões hospitalares, principalmente entre os pacientes críticos, desnutridos e idosos.

A função imune apresenta-se prejudicada pela desnutrição, e ao associar os suplementos orais à dieta convencional podemos favorecer a melhora clínica do paciente. Os suplementos orais são hipercalóricos, hiperproteicos, saborosos, fácil de ingerir e contém nutrientes específicos como vitaminas, minerais, oligoelementos e imunonutrientes e contribuem para a melhora da resposta imunoinflamatória, antioxidativa e na cicatrização de feridas.

A SBNPE apresentou uma meta-análise com 852 pacientes que mostrou uma redução significativa da taxa de readmissão hospitalar de 59% para os pacientes que receberam suplementação oral comparado com os em tratamento de rotina. Outra meta-análise mostrou uma redução de aproximadamente 23% na taxa de readmissão, mostrando assim, a importância da utilização dos suplementos orais, que além de ser uma estratégia simples, resulta em melhora clínica e nutricional reduzindo as complicações e as taxas de readmissão.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral - SBNPE

Deixe seu comentário.