Nutrição na alta hospitalar

 

A orientação da alta hospitalar tem como objetivo iniciar a reeducação alimentar no paciente diminuindo assim o risco de reinternação por motivos nutricionais. O planejamento da alta hospitalar é importante porque traz benefícios para os pacientes, profissionais de saúde e cuidadores.

Pacientes que recebem orientações de nutrição enteral, ao voltarem para a casa devem continuar a terapia conforme a prescrição do nutricionista responsável, sempre observando os seguintes cuidados:

 

1. Lembrar de lavar bem as mãos com água e sabão neutro e preferencialmente secá-las com papel toalha;

2. Elevar a cabeceira da cama em 15 cm durante a administração da dieta;

3. Manter o paciente nessa posição por 30 minutos após o término da administração;

4. Antes de iniciar a dieta lavar a sonda com 20 mL de água (usando a seringa);

5. Encaixar o frasco com a dieta e o equipo a sonda do paciente e iniciar o gotejamento;

6. Administrar a dieta em temperatura ambiente com o gotejamento conforme a prescrição nutricional;

7. Quando terminar a administração da dieta, lavar a sonda com 20 mL de água (com auxílio da seringa); 

 

No entanto, o seguimento de cuidados no ambiente domiciliar depende, em grande parte, das orientações recebidas na alta hospitalar. Essas orientações compreendem ações programadas de acordo com as necessidades de cada paciente. Assim, um programa de alta visa auxiliar a recuperação do paciente, minimizar inseguranças e proporcionar melhor qualidade de vida familiar e social, bem como prevenir complicações e/ou comorbidades e evitar reinternações.

Deixe seu comentário.