Diarreia e vômitos em pacientes sob Nutrição Enteral, a culpa é da dieta?

 

 

Frequentemente na prática clínica nos defrontamos com essa situação: o paciente sob uso de Nutrição Enteral (NE) apresentando sintomas gastrointestinais, especialmente diarréia ou vômito, e tem a dieta suspensa como primeira medida.

Apesar de ser conduta frequente, os estudos mostram que as medicações utilizadas pelo paciente são as principais responsáveis por tais sintomas. Um estudo brasileiro apontou que, dos 38,9% de pacientes sob NE que apresentaram diarreia, esta estava relacionada com o uso de medicações em 80,5% dos casos. Por sua vez, dos 16,8% de pacientes que apresentam vômitos, em 87,6% a causa também era a medicação em uso.

Outros fatores que possam estar relacionados com o surgimento de diarréia são: redução da superfície absortiva, edema de alça intestinal, redução do tempo de trânsito, hipersecreção gástrica ou colônica e supercrescimento bacteriano. A alta osmolaridade da fórmula de NE aparece como agente causador em menos de 20% dos casos.

 

Deixe seu comentário.