A importância do uso dos alimentos hipoproteicos na adesão à dieta dos pacientes com Fenilcetonúria

 

Os alimentos hipoproteicos são parte importante do tratamento para quem vive com Fenilcetonúria. De acordo com os nutricionistas clínicos, uma dieta balanceada é o pilar mais importante para o tratamento desses pacientes. 

Na visão dos especialistas, os alimentos hipoproteicos favorecem na adesão ao tratamento dietoterápico e permitem que os níveis plasmáticos de fenilalanina fiquem em coeficientes aceitáveis.

Na opinião da consultora de nutrição da CMW Saúde, Maria Eugênia Gutheil, é de suma importância que o Governo Federal inclua estes alimentos aos indivíduos fenilcetonúricos. “Esses produtos por serem importados, acabam se tornando muitas vezes inacessível aos pacientes”, ressalta ela.

“Os pacientes com fenilcetonúria tem como parte principal do tratamento, a dieta. Essa dieta deve ser hipoproteica, ou seja, com teor reduzido de proteína, respeitando a tolerância do aminoácido Fenilalanina de cada paciente”, ressaltou a consultora de nutrição da CMW Saúde, Maria Eugênia Gutheil.

A introdução dos produtos hipoproteicos no cardápio desses pacientes proporciona uma melhor qualidade de vida, melhora a inclusão social destes pacientes e, consecutivamente, melhora a adesão à dieta.

“Por se tratar de uma dieta extremamente rigorosa, esses pacientes acabam tendo pouca opção de alimento e a adesão em muitos casos se torna comprometida”, concluiu.

Deixe seu comentário.
Comentários
06/08/2019 10:44
Aciduria glutaria